Em Assembleia Geral Ordinária, associados da Caslo aprovam números de 2019

Em 17/03/2020 11:49

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

Em Assembleia Geral Ordinária, associados da Caslo aprovam números de 2019

Com a presença de associados, o conselho de administração da Cooperativa Agropecuária São Lourenço (Caslo) realizou, na quarta-feira (12), a Assembleia Geral Ordinária (AGO) e a Assembleia Geral Extraordinária (AGE). Realizadas no auditório Celso Deon Lazzarotto, as assembleias serviram para a prestação de contas do exercício 2019, eleição do novo conselho fiscal, fixação das cédulas de participação dos conselheiros de administração e fiscal e ajustes no estatuto.

Frisando que a assembleia é soberana nas decisões, o presidente da Caslo, Valentim Casagrande de Macedo, disse que os trabalhos foram dentro da normalidade. “Foi um momento para o associado conhecer, em detalhes, toda a cooperativa”. Sobre o resultado – R$ 1.305.437,83 –, Macedo disse que é um valor importante. “Somos uma cooperativa pequena, mas que se mantém e consegue, no exercício do cooperativismo, atender as demandas diárias do associado”, afirma.

Com o aval dos associados, o resultado do exercício 2019, após as destinações das reservas – R$ 783.262,69 –, vai ser distribuído na cota capital dos associados, proporcionalmente de acordo com o volume de compra e venda. “É uma maneira de reconhecer a fidelidade e a reciprocidade que os associados têm com a cooperativa”, defende.

Conselho Fiscal

De forma unânime, os associados presentes na AGO aprovaram também a única chapa inscrita para o conselho fiscal – Ângelo Zanettin, Claudecir Scapini, Celso Ambrosio Schneider, Antonio Maronezi, Alceu Negri e Fortunato Bosa. Já empossados, os novos membros permanecem no cargo por um período de um ano, até a próxima assembleia. “A chapa foi uma indicação da diretoria e, a aprovação, mostra que os associados confiam no trabalho e nas pessoas que são indicadas”.

2020

Apesar do anúncio do Coronavírus interferir diretamente na economia, Macedo lembra que 2020 se apresenta de uma forma diferente, pois a produção do agronegócio é boa e os preços, em todas as áreas, são favoráveis. “Estamos otimistas, pois todos os setores do agronegócio estão indo bem”. Nesse cenário, o presidente acredita que o papel da cooperativa é dar condições para que o empresário rural desenvolva da melhor forma a atividade. Para isso, ele frisa a assistência técnica e a motivação com o reconhecimento do esforço.

Premiação

Além dos assuntos previstos no edital, o encontro oportunizou a premiação do associado Soismar Lazzarotto. Com atuação na pecuária de leite, a propriedade foi auditada e certificada como Propriedade Rural Sustentável Aurora (PRSA). O certificado e o bônus financeiro foram entregues pela equipe da Caslo e o assessor de suinocultura e coordenador do PRSA na Aurora, Sandro Luiz Treméa.


Tags da postagem

Geral Aurora CASLO SLO São Lourenço do Oeste Valentim Casagrande de Macedo Sandro Luiz Treméa